12 de Junho, Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil. Não podemos fechar os olhos para essa realidade

Você sabia que 12 de junho é o Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil? Esta data é importante para nos fazer relembrar alguns dados para os quais não podemos, enquanto sociedade, fechar os olhos. De acordo com o último Censo do IBGE (de 2010), 4.515 crianças e adolescentes foram identificadas trabalhando em Florianópolis. 35% delas estavam em situação de trabalho infantil, na faixa etária de 10 a 13 anos, e 12% não eram remunerados. Entre os adolescentes de 16 e 17 anos, 47% trabalhavam na informalidade, ou seja, não possuíam carteira de trabalho assinada e nenhum de seus direitos trabalhistas garantidos (Sinais Vitais 2016).

Fonte: Design por Júlia Rocha, 2021.

No ano passado, durante os encontros de Jornada Formativa do projeto Articula Floripa, discutimos sobre o trabalho infantil dentro da perspectiva de violações de direitos das crianças e dos adolescentes. O evento online contou com a presença de André Viana, pós-Doutor em Direitos Humanos pela Universidade de Sevilha (Espanha), líder do Grupo de Pesquisa Políticas Públicas de Inclusão Social e coordenador do Grupo de Estudos em Direitos Humanos de Crianças, Adolescentes e Jovens da Universidade de Santa Cruz do Sul. Você pode assistir a esse debate importante em https://www.youtube.com/watch?v=BJ4Sh7rYfEQ

O projeto Articula Floripa é correalizado pelo ICOM, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA/Secretaria de Assistência Social de Florianópolis) e Observatório de Inovação Social de Florianópolis (OBISF/NISP/ESAG/UDESC), e tem como objetivo a promoção e garantia dos direitos de crianças e adolescentes em Florianópolis. Saiba mais em: http://www.icomfloripa.org.br/articula-floripa/

Texto do Instituto Comunitário da Grande Florianópolis (ICOM)
Revisão por Hudson Oliveira, redator de Comunicação do OBISF / NISP / ESAG / UDESC
Design por Júlia Rocha, bolsista do NISP / ESAG / UDESC

Deixe uma resposta