Quarto encontro Projeto Jornada DI

Na última quarta-feira (26/06) ocorreu, no auditório multiuso do SESC prainha na região central de Florianópolis, o quarto encontro do Projeto Jornada DI. A tarde foi conduzida pelo facilitador Antonio Luiz de Paula e Silva e teve como principal objetivo compreender de forma participativa sobre governança em Organizações da Sociedade Civil (OSCs) e levantar insights para fortalecer a governança das organizações participantes. 

Inicialmente, Antonio realizou uma contextualização acerca do tema do encontro,  explorando algumas perguntas como: Quem governa o Brasil? Qual a última decisão importante tomada do país? Quem participou dessa decisão? Após a explanação, as duplas de cada organização refletiram acerca de algumas questões sobre decisões importantes que são tomadas na organização. Para a reflexão, foram propostas algumas perguntas, tais como: (i) quais foram as 3 principais decisões de direcionamento tomadas “recentemente”?; (ii) como foi o processo para cada uma delas? (o que? quando? onde?); (iii) quem teve qual papel? Quem teve qual peso? Quem influenciou diretamente? E indiretamente?; (iv) o que caracteriza a governança nessa organização atualmente?; (v) que questão a desafia? Quem é o “dono” da questão?

Após discutirem em grupos maiores, os participantes puderam trazer para o grande grupo desafios relacionados à governança de suas organizações e das demais. Surgiram diversas questões, tais como: (i) como criar um sistema participativo/democrático no qual as pessoas se sintam valorizadas?; (ii) quem zela pelo processo de governança da organização? (iii) como desenvolver autonomia numa governança burocrática e unilateral?; (iv) como fazer com que todos se sintam parte da governança? (conselho, diretoria, equipe); dentre outras. Após o debate no grande grupo, foram elencadas algumas “sacadas” e insights que surgiram por meio das discussões. As organizações trouxeram questões como a importância do senso crítico com relação ao papel desempenhado nos processos de governança, a necessidade de inovação ao longo do tempo, o fato de que a participação nas decisões gera motivação e responsabilidade, formalização dos espaços de participação e decisões, dentre outras. 

O projeto de extensão está sendo desenvolvido ao longo deste ano e se trata de um curso em gestão de organizações da sociedade civil e atuação política para garantia de direitos da criança e adolescente de Florianópolis. O Jornada DI é fruto da parceria entre o Instituto Comunitário da Grande Florianópolis (ICOM), Observatório de Inovação Social de Florianópolis (OBISF) e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Florianópolis (CMDCA).

Deixe uma resposta