Projetos de pesquisa

Inovação Social na esfera pública: um estudo em Florianópolis (2017-Atual)

Descrição: Este projeto visa dar prosseguimento a plataforma de pesquisa desenvolvida desde 2013. O objetivo geral é identificar, mapear e acompanhar o ecossistema de inovação social em Florianópolis e compreender a sua incidência nas arenas públicas, considerando o contexto nacional e internacional e as práticas locais. Nos primeiros três anos da pesquisa, por meio do projeto intitulado Sociedade Civil e Inovação Social na Esfera Pública, apoiado pela Fapesc, construímos um quadro teórico e um caminho metodológico próprio, com base na sociologia pragmática francesa, e analisamos diferentes iniciativas promotoras de inovação social em arenas públicas, promovidas por atores da sociedade civil. Os resultados permitiram atuar junto a diversas iniciativas promotoras de inovação social (uma nacional e três de Florianópolis). Todos os resultados foram divulgados por meio de diferentes publicações. Durante estes 6 anos de projetos é possível afirmar que está ocorrendo um impacto positivo no avanço do estado da arte na sua área de conhecimento, sobretudo no que se refere ao tema das inovações sociais promovidas nas arenas públicas. Com vistas a consolidar tais resultados e dar continuidade a plataforma de pesquisa, nesta segunda etapa, pretendemos analisar mais de perto a incidência das iniciativas de inovação social em termos de ação pública (Lascoumes & Le Galès, 2007), por meio da análise das políticas, do sistema de suporte e das experiências de inovação social promovidas no município de Florianópolis, buscando analisa-las à luz do contexto internacional.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Maria Carolina Martinez Andion – Coordenador / Luciana Francisco de Abreu Ronconi – Integrante / Julia Graeff – Integrante / Bernadete Bittencourt – Integrante.

Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina – Auxílio financeiro. Número de orientações: 3.

Na prática a ética é outra: Compreendendo os dilemas morais vivenciados na gestão pública (2016-Atual) 

Descrição: As organizações e seus gestores parecem ter dificuldade em lidar com situações nas quais um dilema moral entre as éticas da responsabilidade e do valor absoluto (ou convicção) está presente numa situação de tensão existencial. Em algumas dessas situações pode ocorrer com o indivíduo um ?afastamento? de suas convicções pessoais e a adoção de comportamentos mecanomórficos estimulados por um conjunto de normas de conduta da esfera política/pública ou hábitos arraigados na gestão da organização na qual exerce suas atividades. É justamente nos dilemas morais que envolvem tensões entre as éticas e as racionalidades nas organizações públicas que está a problemática deste projeto de pesquisa. Para fundamentá-lo teoricamente utilizaremos referenciais sobre dilemas morais e gestão pública, tensão existencial, ética e racionalidade nas organizações, bem como a Teoria do Desenvolvimento Moral (TDM). Em 2014 iniciamos a aproximação dos estudos sobre a racionalidade com a perspectiva teórico-prática, de natureza mista qualitativa e quantitativa, da TDM, particularmente no que diz respeito aos estágios de desenvolvimento moral. Pressupomos inicialmente que o reconhecimento de dilemas morais ? especialmente aqueles que podem ser vinculados às tensões entre a ética da convicção e a ética da responsabilidade ? pode auxiliar no desenvolvimento de melhores práticas de gestão para as organizações públicas. Assim, diante desta contextualização, temos como objetivo compreender de que forma o estudo sobre dilemas morais pode contribuir para o debate sobre as racionalidades nas organizações públicas e sua gestão. A maior parte da pesquisa será constituída por estudos teóricos, a partir de levantamento bibliográfico em fontes nacionais e internacionais, complementada por uma etapa quanti-qualitativa de análise, adaptação e aplicação de instrumentos já existentes de análise de desenvolvimento moral.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. 

Integrantes: Maurício Custódio Serafim – Coordenador / Maria Clara Figueiredo Dalla Costa Ames – Integrante / Marcello Beckert Zappellini – Integrante / Laís Silveira Santos – Integrante / Lucas Carregari Carneiro – Integrante / Bruno Carneiro de Castro – Integrante / Felipe Flores Martins – Integrante / Éverton Silveira – Integrante.

Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Auxílio financeiro. Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 10 3 

Observatório de Inovação Social de Florianópolis (2016-Atual)

Descrição: Este projeto visa dar prosseguimento a plataforma de pesquisa desenvolvida, desde 2013, no âmbito do Núcleo de Pesquisa em Inovações Sociais na Esfera Pública (Nisp), visando compreender melhor os processos de inovação social na esfera pública. Para tanto, nesta segunda etapa (que terá a duração de pelo menos dois anos), pretendemos analisar mais de perto a incidência das iniciativas de inovação social em termos de ?ação pública? (Lascoumes & Le Galès, 2007) , por meio da análise de experiências de inovação social promovidas no município de Florianópolis. O objetivo geral da pesquisa é identificar, mapear e acompanhar iniciativas de inovação social em Florianópolis, com vistas a compreender a sua incidência nas arenas públicas. Nesse primeiro ano, concentraremos em três objetivos específicos: (i) Identificar e mapear iniciativas promotoras de inovação social em Florianópolis; (ii) Identificar e mapear instituições de suporte que compõem o sistema de inovação social de Florianópolis; (iii) Iniciar o desenvolvimento do Observatório da Inovação Social de Florianópolis. Esse projeto terá continuidade em 2017 e 2018, quando colocaremos em prática e difundiremos o observatório e acompanharemos mais de perto pelo menos duas das iniciativas mapeadas.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. 

Integrantes: Maria Carolina Martinez Andion – Coordenador / Julia Graeff – Integrante.

Compreendendo a cultura política e confiança a partir do papel das organizações que atuam na educação política (2018 – Atual)

Descrição: O cenário político brasileiro tem, em suas últimas décadas, não apenas apresentado um período de tentativa de consolidação dos valores democráticos, mas cada vez mais evidenciado uma tradição política carregada por séculos em sua história. Os elementos da cultura política, até então estudados, demonstram uma baixa mobilização da sociedade frente a temas políticos, que propiciam a expansão de fenômenos como a corrupção, a propagação das chamadas fake news como elementos de manipulação, que tomam o espaço dos meios tradicionais de controle político e eleitoral. Ainda, o baixo nível de engajamento e a constante queda nos índices de confiança, alerta para as necessidades de ampliação da atuação das diversas organizações no campo da educação política. O objetivo deste estudo é compreender como as organizações tem utilizado as ferramentas e metodologias de educação política na promoção da cultura política e confiança, tanto pela ótica organizacional quanto pela visão do cidadão. Espera-se, como resultado, além de entender melhor os mecanismos utilizados, discutir experiências e práticas que possam contribuir com a cultura política do cidadão em um ambiente democrático.. 

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Daniel Moraes Pinheiro – Coordenador / Camila Pagani – Integrante / Julia de Marchi – Integrante / Keite Kelle de Morais Gewinski – Integrante / Karine Wandy Fortes Maffisoni – Integrante / Victoria Vilvert Costa – Integrante.

O papel dos usuários na definição de políticas de mobilidade sustentável (2017- Atual)

Descrição: Este estudo abordará duas dimensões que se complementam em sua operacionalização. A primeira, trata da mobilidade urbana a partir da ótica do conceito de sustentabilidade, expressada no conceito de mobilidade sustentável. Na segunda dimensão, considera-se a capacidade de os gestores planejarem políticas públicas de mobilidade sustentável com foco nos indivíduos que se deslocam pela cidade e em sua propensão à troca em relação aos atuais modelos de mobilidade. O objetivo desta pesquisa é analisar os fatores que influenciam na intenção dos usuários na adoção de meios de transportes sustentáveis para os seus deslocamentos diários nas cidades de Florianópolis (SC) e Natal (RN). Este estudo parte de um survey já aplicado no ano de 2016 em sua primeira etapa em Florianópolis com 436 respondentes, em fase de tratamento e análise dos dados. O modelo partiu de uma pesquisa realizada em Veneza (IT). Os resultados obtidos nas cidades brasileiras serão analisados de forma independente, como também, será feita uma análise comparativa, com vistas a aprimorar o modelo em si, e ainda, obter como resultados dados que fortaleçam a visão dos gestores acerca de políticas públicas de mobilidade sustentável, a partir do comportamento do cidadão.. 

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Daniel Moraes Pinheiro – Coordenador / João Florêncio da Costa Junior – Integrante / Eduardo Janicsek Jara – Integrante / Pietro Lanzini – Integrante.

Políticas de fomento e apoio à inovação social: Estudo comparativo Brasil/Portugal (2016 – Atual)

Descrição: O objetivo dessa pesquisa é analisar comparativamente, no Brasil e em Portugal, como as dinâmicas de inovação social, adaptadas a diferentes contextos, contribuem para o desenvolvimento do território sustentável. Procura fazê-lo i) estudando as políticas de fomento e apoio à inovação social inscritas na agenda política brasileira e portuguesa; ii) analisando organizações da economia social que geram inovação social e dinamizam o território; iii) analisando as iniciativas inovadoras que suscitam o crescimento inteligente e integrador de políticas públicas; iv) caracterizando como essas iniciativas incidem sobre a criação de emprego e bem-estar. A partir da construção de estudos de caso múltiplos, espera-se propiciar uma melhor compreensão de políticas de fomento e apoio à inovação social e como essas políticas possibilitam a criação de novas regras e arranjos institucionais ou a recombinação dos existentes para a promoção de dinâmicas de desenvolvimento territorial sustentável.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Luciana Francisco de Abreu Ronconi – Coordenador / Bernadete de Lourdes Bittencourt – Integrante / Josiani Lúcia de Pinho – Integrante.